Buscar
  • Lucas Maciel

Dólar alto: uma oportunidade para as exportações brasileiras

Atualizado: há 4 dias



O ano de 2020 não tem sido um ano fácil para as exportações brasileiras, em função da disseminação mundial do novo coronavirus e a consequente pandemia. Mas nem tudo tem sido ruim, o dólar alto, por exemplo, é um fator que beneficia as exportações de empresas brasileiras, até mesmo durante a crise.


É sobre isso que falaremos nesse blog, ou seja: o dólar alto e a oportunidade gerada para as empresas brasileiras exportadoras ou empresas que queiram se inserir no mercado internacional agora.


Como funciona a cotação do dólar?


No dia 26 de julho de 2020, o dólar encerrou custando R$ 5,23. Ao longo de 2020, apresentou variações, tendo seu ápice no dia 13 de maio com o valor de R$ 5,90, o maior valor já registrado. Mas você já se perguntou como funciona a cotação do dólar?


O dólar por ser a moeda da maior economia do mundo, os Estados Unidos da América, é a mais utilizada nas transações de comércio exterior. Seu alto ou baixo valor dentro do Brasil, está relacionado a quantidade em circulação dentro do território nacional.


Assim, quando há um volume maior de dólares circulando no Brasil, logo há, também, um bom volume de oferta da moeda, desse modo seu valor tende a diminuir.


Em contrapartida, o inverso também é verdade. Quando há pouca circulação da moeda Americana no Brasil, a tendência é que o valor do dólar aumente. Portanto, o que rege o preço do dólar, em relação ao real, é a lei da oferta e da procura.


Fatores que influenciam na cotação


Nesse sentido, existem alguns fatores que influenciam em sua maior ou menor circulação dentro de nosso país, dentre eles estão:


1. Taxa de juros: quanto maior for os juros brasileiros, mais atrativo o país se torna para investimentos estrangeiros, tendo em vista a alta rentabilidade do investimento. Desse modo o dólar cai. Já, se os juros Americanos estiverem em alta, a expectativa é que os dólares investidos no Brasil migrem para os EUA, na busca de maior retorno ao investimento. Portanto o valor do dólar aumenta no Brasil.


2. Balança comercial: quando a quantidade de exportação é maior do que de importação no país (superávit comercial), a tendência é de queda do dólar, pois está entrando mais moeda americana para compra de produtos nacionais. Porém, quando temos um déficit comercial, o dólar está mais propenso a alta, pois tem mais moeda americana saindo para compra de produtos estrangeiros.


3. Turismo: o aumento do turismo nacional influencia na queda do dólar, uma vez que estrangeiros realizam a troca da moeda pelo real dentro do Brasil. Por outro lado, o turismo brasileiro no exterior influencia no aumento do dólar, pois aumenta a demanda pela moeda estrangeira por parte dos brasileiros.


Motivos do dólar alto em 2020


Agora que você já entendeu como funciona a cotação da moeda americana no Brasil, fica mais fácil entender por que o dólar está altamente valorizado em 2020. Podemos ficar com dois pontos principais: a queda dos juros e menos investidores estrangeiros.


A diminuição da taxa básica de juros (Taxa Selic) para a menor taxa da história, influencia na alta do dólar, tendo em vista que juro baixo atrai menos investidores estrangeiros. Com menos investidores estrangeiros, menos dólar circulando no Brasil.


Mas não é só a baixa Taxa Selic que gera o menor investimento, as incertezas no crescimento econômico, também causada pelo atual cenário de pandemia, junto ao ambiente instável da política nacional, gera desconfiança para investidores de fora do país. Com isso, a moeda norte americana tende a subir seu valor em relação ao real, por meio da lei da oferta e da procura.


Por que o dólar alto impacta as exportações?


Agora que já abordamos e esclarecemos os fatores e motivos que determinam o dólar alto, finalmente podemos abordar como isso impacta as empresas exportadoras e aquelas que pretendem exportar. Você já se perguntou, por que seu alto valor impacta as movimentações externas brasileiras?


A resposta não é muito difícil de entender. Como o dólar normalmente é a moeda usada no comércio exterior, seu valor influencia diretamente na dinâmica dos negócios internacionais realizados.


As empresas brasileiras quando vendem seus produtos para fora recebem seus pagamentos em dólar, aumentando a receita, por sua vez, já que o dólar está altamente valorizado em relação ao real. Mas não é só isso, as empresas do exterior são estimuladas a comprarem mais produtos do Brasil, afinal de contas, sua moeda vale mais que o real, assim fica barato comprar mercadorias brasileiras.


Oportunidade para empresas exportadoras


Desse modo, são duas vantagens para empresas exportadores com a alta valorização do dólar:


Aumento do lucro: imagine um cenário hipotético, você tem uma empresa de canetas que custam R$1,00. Para vender no exterior sua precificação em real ficou em R$1,50, você irá exportar 300 canetas à princípio. Quando seu produto for vendido para o comprador no exterior, você não mais receberá em reais, mas sim em dólar, ou seja, você arrecadará com a venda uma quantia de R$2.353,5 ao invés de R$450, pois sua empresa gastou em real mas recebeu em dólar (cotação do dia 26 de julho). Vale ressaltar que isso é apenas um cenário hipotético, outras variáveis podem influenciar na quantia a ser recebida.


Predisposição de empresas exteriores a comprar produtos nacionais: com o real desvalorizado, as empresas estrangeiras que utilizam do dólar tendem a comprar mais produtos brasileiros, por causa da diferença cambial. Assim, a venda tende a ser mais fácil.


Portanto, quando a cotação do dólar é alta, surge uma boa oportunidade para empresas que já exportam e, também, para aquelas que querem expandir seus negócios internacionalmente, realizarem uma boa venda.


A XPORT Jr Consultoria e Suporte Internacional


Para uma exportação lucrativa e segura, se aprofundar nesse assunto e em outros, como frete, tarifas, seguro internacional, taxas e impostos, é fundamental. Mais do que isso, um completo estudo sobre o mercado internacional e seu trâmite burocrático é indispensável.


Pensando nisso, a XPORT Jr se coloca a sua disposição, para auxiliá-lo caso tenha o interesse em se aprofundar nesse tema ou até mesmo investir na expansão internacional de sua empresa. Caso queira falar conosco, clique aqui! Estamos à disposição para uma conversa sem compromisso.

138 visualizações
contato.xportjr@gmail.com
Rodovia BR 465, Km 7 - ICHS, UFRRJ, Seropédica
CNPJ: 20.994.947/0001-72
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn