Buscar
  • Ricardo Vieira

Cerveja Artesanal: Setor destaque em exportações brasileiras

Atualizado: há 2 dias



O setor cervejeiro movimenta cerca de 107 bilhões de reais anualmente no Brasil, e o país já é considerado o terceiro maior produtor de cerveja artesanal do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e da China. Com mais de 800 cervejarias artesanais espalhadas em diversas regiões do país, cada vez mais os consumidores estão descobrindo e experimentando novos sabores e aromas dessa bebida que é preferência nacional.

Mas afinal, o que são as cervejas artesanais?

As cervejas artesanais advém de um processo mais cuidadoso em sua produção, enquanto as cervejas industrializadas tem por objetivo a produção em grande escala com grandes maquinários. Em menor escala, a cerveja artesanal é desenvolvida focada em qualidade e diferenciação, o que requer mais cuidado em sua produção que é feita de forma minuciosa acompanhada e controlado pelos produtores.


Observando cada etapa, o mestre cervejeiro, analisa ao final de sua produção se o resultado obtido corresponde às suas expectativas.


Além disso, seu processo de produção possui maior lentidão, devido os produtores respeitarem todo o período de fermentação e maturação da cerveja, sem adição de produtos químicos para acelerá-los.

Qual a diferença entre a cerveja ‘normal’ e a artesanal?

As diferenças entre ambas são diversas, enquanto a cerveja ‘normal’ é uma cerveja industrializada, as cervejas artesanais são aquelas produzidas com um trabalho manual e diferentes ingredientes em seu processo. As cervejas industrializadas utilizam na sua produção em média 60% de malte e os 40% restante corresponde à outros tipos de cereais para que o custo de produção seja reduzido. Logo, a cerveja artesanal é produzida com maior quantidade de malte, e também leva em conta particularidades de sabor e aroma que são preferência dos consumidores.


Além disso, podemos diferenciá-las na questão de que as cervejas artesanais priorizam qualidade, enquanto que as industrializadas buscam quantidade. As industriais possui um tempo de maturação mais curto e rápido e as cervejas artesanais levam períodos maiores para sua produção. Com essas informações é possível concluir o porquê as cervejas artesanais tem um custo mais elevado do que as industrializadas.

O Brasil e as cervejas artesanais:

Há cerca de dez anos, o país registrava aproximadamente 70 cervejarias e o consumidor só encontrava marcas populares de cervejas nos mercados. Atualmente, esta realidade é totalmente diferente e é possível encontrar facilmente diversos rótulos de cervejas artesanais, produzidos por micro, pequenas e grandes empresas. Segundo Carlo Lapolli, presidente da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), “A previsão para 2019 é que a indústria de cerveja artesanal continue crescendo, em torno de 25% por ano no número de fábricas…” De acordo com os dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), até setembro de 2018, constavam nos registros um crescimento de 23% no número de cervejarias artesanais no país, confirmando o crescimento deste setor.


No ano passado, a cada dois dias surgia uma cervejaria no território nacional, uma velocidade três vezes superior à registrada há uma década. Do total dessas novas cervejarias, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul lideraram o ranking. De acordo com um estudo feito também pelo MAPA, realizado pelos pesquisadores Eduardo Fernando Marcusso e Carlos Vitor Müller, dos 5.570 municípios levantados, 479 têm ao menos uma indústria em atividade neste setor. Com isso, as bebidas artesanais passaram a representar 2% do volume de produção de cerveja no país, e 3% do faturamento do mercado da bebida. Parte desse incremento no faturamento se deve aos preços comercializados, já que as cervejas artesanais são mais caras que os rótulos tradicionais. A sede do consumidor em buscar cada vez mais novidades está movimentando, como nunca, a produção e a venda dessa bebida, que já é a mais tradicional do país. “Os brasileiros descobriram a boa cerveja e, cada vez mais, querem desbravar esse universo”, diz Douglas Salvador, CEO do Clube do Malte, maior empresa de venda de cervejas premium do país. “Quanto mais se conhecerem novos sabores, mais se quer experimentar novos rótulos.” Esse movimento, não por acaso, fez surgir mais de 6,8 mil novos rótulos no país, superando o ritmo de crescimento de vários itens, como polpa de frutas, vinhos e bebidas mistas. E, diante das oportunidades, há investidores de olho nesse mercado.

Oportunidades para a cerveja artesanal no mercado internacional

Observando o crescimento constante dessa produção, é preciso considerar uma janela de oportunidade que o mercado vem proporcionando: a cerveja artesanal brasileira não para de ganhar conquistar espaço em âmbito internacional, e para quem tiver condições de criar mercado fora há como incentivo a isenção de tributação por parte do governo brasileiro, não apenas do produto final mas também dos itens importados utilizados para a fabricação.

Através também de competições internacionais, a cerveja artesanal brasileira vem se firmando consideravelmente em diversos países do mundo, chegando a um total de 207 medalhas no World Beer Cup de 2017. Países como a China, que além de ser o maior parceiro comercial do Brasil, também é um dos países que mais consomem cerveja premium e artesanal, podem ser bons locais destinados ás cervejas brasileiras. Com a estabilidade do setor cervejeiro artesanal no Brasil, não apenas a produção mas toda a cadeia do negócio acaba gerando oportunidades. Uma delas é para consultores e empresas especializadas em abrir mercado e conduzir pequenas cervejarias pelo caminho da exportação.

Percebeu que o mercado de cerveja artesanal é um ramo com enorme potencial lucrativo e quer analisar o cenário internacional para exportar seus produtos? A XPORT Jr. é uma empresa especializada em consultoria e suporte internacional que pode te ajudar nisso. Fale conosco aqui para te auxiliarmos nesse processo e garantir uma exportação bem-sucedida.


40 visualizações
contato.xportjr@gmail.com
Rodovia BR 465, Km 7 - ICHS, UFRRJ, Seropédica
CNPJ: 20.994.947/0001-72
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn