Buscar
  • Elisandra Rangel

Principais Parceiros Comerciais Brasileiros e a Globalização Econômica

Atualizado: Set 18



O Brasil, nos últimos anos, foi responsável por grandes exportações e importações com seus parceiros comerciais. Só no ano de 2017, o Brasil exportou US$219 Bilhões e importou US$140 Bilhões, resultando em um saldo comercial positivo de US$78,3 Bilhões, ou seja, é nítido que o nosso país exporta mais que importa.


Esse cenário não foi diferente em 2019, visto que no final do mês de agosto, a balança comercial brasileira fechou com um superávit de US$3,28 bilhões. O que isso quer dizer? Quem são esses parceiros comerciais brasileiros? Isso influencia no mercado interno? Quais são as implicações diretas ao seu negócio?

Globalização econômica

A globalização é algo muito falado ao redor do mundo, entretanto, a maioria das pessoas não sabe do seu real significado e influência na economia dos países. Através desse processo econômico e social, qualquer país e/ou pessoa ao redor do mundo consegue obter interações, o que antigamente, era quase impossível. As exportações e importações são feitas, atualmente, graças à essa globalização.


Desse modo, temos como resultado da globalização econômica parcerias feitas pelos países que participam desse processo. O Brasil, como um país de grandes negociações, tem alguns principais parceiros comerciais: a China, Estados Unidos, Argentina, Holanda, Alemanha, Japão, Chile, México, Itália, Índia, entre outros. Entretanto, iremos falar apenas sobre os três primeiros países, sendo esses que somam, em média, U$90,9 Bilhões em exportações brasileiras.

Principais parceiros comerciais brasileiros:

Brasil X China

A economia chinesa vem crescendo e ganhando cada vez mais notoriedade no mercado econômico mundial. A parceria Brasil X China é antiga e muito benéfica para a economia brasileira.


Desde 2009 a China se tornou um parceiro comercial de complementaridade. O Brasil exporta matéria-prima para a China e importa os produtos industrializados da grande potência mundial chinesa, produtos estes que antes eram considerados bugigangas, porém, hoje em dia, o produto chinês teve suas evoluções. A China, atualmente, exporta os produtos da mais alta qualidade para seus compradores.


Acordos já foram feitos entre os governos do Brasil e da China para a facilitação de investimentos em vários setores, como em transporte, infraestrutura e planejamento, reforçando os sistemas econômicos dos dois lados. As exportações são tiros no alvo para os empresários brasileiros, uma vez que a riqueza por cada adulto na sociedade chinesa hoje já chega a US$20.000,00. Isso confirma o benefício de investir no mercado chinês atualmente.


Uma das grandes vantagens de parceria com a China é, também, nas importações. Os custos de aquisição são baixos, pois a moeda Yuan é menos valorizada que o Real, assim, as compras são facilitadas. O custo de mão de obra também é outro fator de grande importância em uma negociação de importação, e na China, esse custo é baixo, fazendo com que haja uma diferenciação no mercado interno brasileiro causadas por essas importações. Desse modo, essa diferenciação cria uma competitividade nos preços e o maior beneficiado nessa história é, sem dúvidas, o consumidor.

Brasil X Estados Unidos

Os Estados Unidos é o segundo país que mais exporta produtos para o Brasil, dentre eles, um dos mais caros: os manufaturados. De acordo com os dados do Ministério da Economia, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Brasil exportou US$28,77 bilhões para os Estados Unidos em 2018 em produtos como óleos brutos de petróleo, produtos semimanufaturados de ferro e aço e aviões.


Produtos como esses que proporcionam um retorno maior à economia brasileira, pois são produtos baseados na tecnologia de produção. A Fundação Getúlio Vargas divulgou, dia 16/09/2019, que as exportações brasileiras para os Estados Unidos cresceram 9,5% em agosto deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado.


O Brasil importa muitos produtos derivados dos que foram exportados para os Estados Unidos, como o petróleo, que é vendido em forma bruta e importada de maneira refinada. A relação entre o Brasil e a potência norte-americana trouxe muitos benefícios para nosso país, como por exemplo, as fábricas de automóveis, muitas empresas e linhas de produção e montagem que tem muita influência na economia brasileira atual.

Brasil X Argentina

A parceria entre Argentina e Brasil, atualmente, está passando por um recuo. Segundo os dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas esta semana, as exportações brasileiras para a Argentina recuaram 38,9% no mês. Entretanto, mesmo com a crise argentina e esse recuo, a negociação é a mais fácil e benéfica para ambos por conta do Mercado Comum do Sul (Mercosul), que tem como vantagem a redução de impostos na comercialização entre os membros do bloco, o tempo menor de entrega e custo de estoque causado pela pequena distância, o desenvolvimento de linhas de financiamento para o comércio no Mercosul e a desburocratização e agilidade nos processos de importação e exportação.

A importância das parcerias comerciais brasileiras para o mercado interno

O mercado internacional vem crescendo cada vez mais motivados pelas exportações e importações entre grandes países ao redor do mundo. Neste momento, a China é uma grande aposta para investimentos comerciais, visto que a potência chinesa é a maior parceira comercial brasileira. Entretanto, uma das características do mercado internacional é a sua pluralidade de opções para investimento. Há muitos países, que inclusive foram citados nesse artigo, que tem parcerias muito benéficas com o Brasil e que podem proporcionar ao seu negócio bons investimentos.


A internacionalização de uma empresa é um grande passo para o seu crescimento, porém, para que isso aconteça com mais segurança, o investidor deve ter muita precaução, pois o mercado internacional se difere do mercado interno. Questões burocráticas, obstáculos legais, administrativos e até mesmo a questão social tem muita influência no momento da negociação.


O ideal é que, na ausência de experiência e conhecimento, o investidor contrate um serviço de confiança que tenha o devido entendimento sobre o mercado internacional. Nós, da XPORT Jr. oferecemos um serviço de alta qualidade em consultoria e suporte internacional e estamos dispostos a auxiliar qualquer empresa que esteja interessada nesse crescimento profissional internacional, clique aqui para saber mais.


480 visualizações
contato.xportjr@gmail.com
Rodovia BR 465, Km 7 - ICHS, UFRRJ, Seropédica
CNPJ: 20.994.947/0001-72
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn